Imagem capa - Como se vestir bem - não cometa  erros por katia  Garrido
Moda

Como se vestir bem - não cometa erros

Como se vestir bem?




Essa é uma das perguntas mais frequentes que recebo e que soluciono todos os dias.



A primeira coisa que você precisa ter em mente é  porque você deve se vestir bem.



Se vestir bem vai além da simples vaidade, se vestir bem tem relação com a sua identidade visual.



Quantas pessoas você já conheceu que transmitiam uma imagem e depois de estreitar um dialogo você notou que a imagem da pessoa não condizia com sua fala?



Essa desconexão é uma falha muito grande na comunicação e  pode INCLUSIVE acarretar várias perdas como, por exemplo, um novo emprego.



Quando a gente fala em moda muitas pessoas pensam em artistas, modelos, blogueiros, mas não é essa a concepção correta. A moda existe para nos ensinar a encontrar nosso verdadeiro eu e mostrar através da nossa imagem quem nos somos.



Pessoas tradicionais tendem a ser mais fechadas nos diálogos, menos falantes e algumas vezes mais introvertidas. Os tons das suas roupas, os cortes e os tecidos falam essa mesma linguagem.





Pessoas sonhadoras, já são mais voltadas a usar tecidos esvoaçantes, estampas pequenas, cores claras, são aquelas pessoas que arrancam suspiros no sentido de sonho mesmo.



Já as mais criativas, as que trabalham no meio artístico, as marqueteiras, as influenciadoras, essas pessoas demonstram mais segurança, maior poder de criação, mais percepção sobre as coisas e isso elas deixam bem claro na forma como se vestem, elas não tem medo de cores, estampas ou cortes inusitados.




É muito bom saber  quem somos e o que gostamos , mas nesse ser e gostar ainda existe uma chave que eu digo que é a chave do bloqueio, a chave que precisa ser usada para abrir portas, portas essas que transformamos com o passar do tempo em portas secretas.



Muitas vezes nos vestimos de uma forma que não nos representa por simples medo de aparentar nossas vontades ou nossos gostos. E, se você não tiver foco e percepção o suficiente para assumir isso, você não vai conseguir transparecer para você mesma a sua essência.



Quando nos escondemos atrás de roupas que não nos traduzem, estamos camuflando nossa essência.



Quanto tempo mais você acha que pode perder assim? Você precisa entender quem você é, do que você gosta e não ter medo de expor isso.


Esses medos a gente pode ter trazido la da infância, medos bobos que nos bloquearam e que hoje servem de bloqueio para nossas conquistas.


Se vestir bem vai além das roupas, é a expectativa que causamos nos outros, e a segurança que temos de nós mesmas.



É aquele freio para o respeito, é aquela cor que mostra criatividade é aquele corte que traz a ideia de fragilidade.



Não existe certo ou errado, não existe mensagem que você não possa passar, existe sim a mensagem certa na hora certa.



Se roupas fossem tão fúteis porque  nos arrumaríamos para um grande encontro ou para conquistar o emprego dos sonhos?



Porque nos preocuparíamos em estar na medida certa em determinadas ocasiões?



E, porque só em determinadas ocasiões queremos nos mostrar mais bonitas, mais seguras e até mais atraentes?



Se vestir bem tem que ser na base diária.



Talvez você tenha aprendido que só existem algumas ocasiões especiais, é uma pena não terem falado que todo dia pode ser uma nova oportunidade e um dia especial.



As coisas acontecem na hora certa e no local certo, mas elas não marcam hora, portanto, se vestir bem é sempre.



A vida é única e o relógio não volta, ninguém te espera trocar de roupa, então já saia de casa trocada.



Eu vivi minha vida guardando maquiagens para usar na hora certa, elas estragaram e eu nunca usei porque achava que aqueles dias não eram especiais, no entanto, achava lindo minhas amigas maquiadas todos os dias.



Demorou... mas entendi!  Hoje me visto da forma como eu  quero ser vista e não saio de casa sem as minhas maquiagens, essa é a imagem que eu quero passar e é a imagem que me fez conquistar tudo que sonhei.



Você pode até achar que estou falando isso por conta do tamanho do meu guarda-roupa.



- Claro ela trabalha com moda, é mais fácil!



Vou  provar que para você estar bem vestida não precisa de um closet de novela, aliás, você precisa de poucas e boas peças.



Você precisa mesmo é pensar na versatilidade e, quando você consegue entender isso, você acaba por gastar menos dinheiro em peças que você nunca vai usar, você acaba entendendo o que você realmente precisa.



Isso é libertador.



Sugiro que nesse momento você pegue papel e caneta na mão e anote alguns itens que vou falar e que serão muito importantes para você.





Para iniciar um guarda-roupa enxuto e funcional você precisa de peças que combinem entre elas, assim você terá o maior número de conjuntinhos possíveis com poucas peças.



Muitas pessoas acham que preto e branco são cores neutras e não podem faltar.



Pois eu te digo:



Branco é a junção de todas as cores e preto é a ausência delas, e além disso quando você usa o preto ou o branco, elas dão um volume muito maior às outras cores da sua composição, elas deixam o look mais acesso do que apagado. Então quem acha que vai ficar apagadinha com combinações com preto e branco, está bem enganada.



Ao invés delas prefira cinca, azul amarinho, verde oliva e carmel, essas cores são extremamente elegantes e fazem ótimas composições com outras cores.



Quando você tem seu estilo definido, você já consegue imaginar quais  peças comprar, quando você ainda está em busca de um estilo, sugiro que comece com um guarda-roupa mais básico:



-   uma calça jeans de corte reto e não muito clara;


-   uma camisa branca com um bom corte, um bom acabamento;


-   um blazer clássico;


-   um vestido preto que você se sinta confortável;


-   uma calça de alfaiataria;


-   uma t-shirt lisa;


-   um scarpin nude;


-   um tênis simples branco;


-   uma echarpe;


-  um short que não seja curtinho em alfaiataria.





Com essa lista básica você já consegue colocar a criatividade em prática e fazer vários conjuntos.



Blusa para dentro da calça, para fora, terceira peça, com salto, com tênis...  a troca de um item muda a configuração da composição em um todo.


Dica básica:


A ajuda de um bom óculos de sol, uma boa bolsa e acessórios é muito bem vinda poque eles têm o poder de transformação.



Eles podem elevar o seu look de muito simples para sofisticado.



E sofisticado não é look caro, não é roupa de “rico” é o look que traz elegância, requinte. Isso todas nós podemos alcançar independente da idade e da classe social.



A partir dai você começará aos poucos a ir inserindo no seu guarda-roupa poucas peças que combinem com você e com o que você gosta (realmente) de usar, com o que você se sente bem.



Uma boa maneira de descobrir quais as peças ideais sem desperdiçar é listar seu dia a dia. Quanto tempo você passa com sua família, no lazer, em festas ou no ambiente de trabalho?



Por exemplo se durante a semana você passa 70% do tempo no seu trabalho, você já sabe que a maior parte das suas roupas serão direcionadas para área profissional, então você poderá adquirir mais peças para essa finalidade.



Se você passa mais tempo com a sua família do que em festas, não há porque comprar inúmeros vestidos.



Essa lista prioriza as nossas necessidades.



E quando você sabe das suas necessidades, você não desperdiça nem tempo e nem dinheiro.



-  Quantas vezes você já sofreu a síndrome da baixa auto estima?



-  Quantas vezes deixou de sair porque não tinha roupa adequada(mesmo tendo varias no guarda-roupa)?



-  Quantas vezes você se estressou por não conseguir escolher a roupa certa?



-  Quantas vezes você se sentiu mal por estar com a roupa errada no lugar errado?



Isso tudo é fácil de se resolver! Eu desenvolvi um método simples e essencial, inclusive para quem não entende de moda, não é difícil, basta apenas uma organização. Tenho ajudado muitas mulheres a entender que moda e estilo nos transformam e que moda não é desperdício é necessidade.



Quando você começar a se olhar e entender quem você é sem ter que se preocupar com a opinião alheia, isso te fortalecerá e tudo na sua vida passará a ficar mais facial.





Mais uma técnica que não pode faltar nessa etapa de como se vestir bem é a analise cromática.


Esse estudo mostra como sua pele se comporta com as cores, tem cores que nos deixam linda e tem cores que nos envelhecem. Isso é real.


Faça o teste em casa:



-   suas veias são azuladas ou esverdeadas ou as duas?


-   você sempre usou mais bijuterias prata ou dourada ou as duas?


-   você quando toma sol fica vermelha feito pimentão ou fica bronzeada?


Essas são algumas dicas rápidas para saber qual a nossa temperatura de pele.


Veias azuladas – tom frio


Veias esverdeadas – tom quente


Mistura das duas veias (mais nítido nas pernas) – tom neutro


Bijuterias prata – tom frio


Bijuterias douradas – tom quente


As duas – tom neutro


Fica vermelha na praia – tom frio


Fica bronzeada – tom quente


Fica bronzeada mas opaca – tom neutro


Tem mais uma técnica que eu uso e que você pode fazer também:


-  Pegue dois tecidos: um dourado e um prateado.


-  Vá para um local bem iluminado, de preferência com a luz natural do dia.


-  Prenda seus cabelos.


-  Coloque uma blusa branca.





Na frente de um espelho coloque um dos tecidos na sua frente em cima da sua blusa e bem perto do rosto. Analise seu rosto, se ele fica mais rosado, se as manchinhas ficam mais escondidas, veja como sua pele reage com o tecido prata.


Anote tudo.


Depois faça o mesmo com o tecido dourado.


Veja se  sua olheira ressalta, se sua pele fica mais pesada.


Anote tudo também.


Se você não tiver tecidos prateado e dourado escolha uma cor que você tem no seu guarda roupa . Por exemplo tenho uma blusa azul de tom mais frio e outra azul  de tom mais quente.



Faça o mesmo teste com essas cores.


Feita essa analise você conseguirá sozinha perceber o seu tom de pele e, através dele você deve apostar nos tons da roupas.


Não é porque você ama vermelho e tem o tom de pele frio que você não pode usar a cor vermelha, você pode usar um vermelho mais frio ou se for usar um vermelho mais quente use maquiagem ou uma bijuteria de tom frio para dar uma harmonia maior.


Truques e técnicas são a chave do desbloqueio em qualquer área.


Com essas técnicas tenho certeza que você poderá caminhar para a construção de uma imagem que eleve a sua autoestima e que te posicione melhor no mercado ou na sociedade.


Quando nos sentimos bem com nós mesmas o universo conspira a favor. Nós precisamos cuidar da nossa casa (nosso corpo) afinal, habitamos nele.


A partir do momento que entendemos bem isso entendemos também que se vestir bem tem que ser um habito diário. Uma prática a ser exercida em qualquer circunstância.


Não importa se você tem muito ou pouco dinheiro para gastar em roupas, o que importa é o seu bom gosto e a estrutura das peças que você vai adquirir.


Muitas vezes eu ensino no meu treinamento que é mais vantajoso ter uma peça mais cara de boa qualidade que ira durar muito, do que peças baratas sem qualidade que se destroem na segunda lavagem.


Saber fazer essa escolha é importante pois você pode ter um belo blazer por anos e anos e com um excelente corte que será atemporal e dará um ar sofisticado e elegante para suas composições. Agora um blazer que não tenha acabamento, que não vista bem, que não tenha um bom corte pode desconstruir a sua produção, além de durar bem pouco.


Quando for adquirir uma peça nova pense nisso, pense em quanto essa peça vai caminhar com você em quais lugares você poderá usá-la e se ela se encaixa bem ao seu estilo.


Um dos erros mais frequentes é ir as compras sem saber o que precisa , você acaba comprando peças que não vai usar e que nem combinam com outras peças que você tem no guarda-roupa. Esse impulso é bem prejudicial.


Cada vez que você sentir falta de algo no seu guarda-roupa, vá anotando num  caderninho, isso vai te facilitar na hora das compras e vai fazer você economizar tempo e dinheiro.


Pense também que: cada peça que você comprar deve combinar com pelo menos outras cinco peças que você já tem. Se você levar essa regra a sério você certamente vai conseguir construir um bom guarda-roupa e bem inteligente e funcional.




Espero que vocês tenham gostado das dicas e que possam aplicar no dia a dia de vocês.


Toda mudança de hábitos , no começo, requer um pouco mais de trabalho mas depois vai facilitando demais a nossa vida.


Vistam-se para vocês , invistam em vocês, sintam-se lindas e confiantes, passem a imagem de quem vocês realmente são.


Tentem aprimorar cada vez mais isso. Essa tarefa vai se tornar até divertida. E vocês vão chegar a um ponto que as pessoas vão olhar para vocês e falar: nossa essa roupa é a sua cara. Isso se chama identidade visual.


Uma boa construção de identidade visual faz com que as pessoas lembrem de nós através de imagens, isso é ótimo.


O mais bacana é quando alguém fala pra você: nossa como você está linda, tem algo diferente em você e não quando dizem essa roupa ficou ótima em você.


Essa diferença sutil é o ponto para você ter certeza que está acertando no seu modo de se vestir, porque você está mostrando quem você é através das roupas e elas estão te tornando mais bonita e mais segura . Não é a roupa que tem que chamar atenção, mas sim como você transmite sua imagem dentro dela.


Façam os exercícios, não deixem de lado e não treinem apenas nos finais de semana, faça disso um hábito diário, um hábito que vai te transformar de dentro para fora.


Espero que tenham gostado e aprendido um pouco mais sobre o universo de se vestir bem


Caso esse artigo tenha te ajudado a despertar a mulher maravilhosa que você é , compartilhe nas suas redes, me marquem (@kgarrido.blog) ou até mesmo enviem para suas amigas.


Quando temos apoio umas das outras fica mais prazeroso e mais fácil escalar os degraus. 


Juntas seremos sempre muito mais fortes.


Vista seu melhor estilo!


Vou deixar abaixo o link do meu curso

caso você se interesse em entender um pouco mais sobre como se vestir melhor basta clicar no link abaixo:


Com estilo gastando pouco


beijinhos

Katia Garrido